Um amor que cura

2 Comentários

Esse carinho desconcertante que os animais tem por nós às vezes nos deixa sem palavras. Existem alguns períodos difíceis da vida onde precisamos sentir ainda mais esse amor tão simples e tão revigorante, é quando a saúde aponta alguns sinais de cuidados especiais.

Flávio com a linda e carinhosa Lola da Terapia Cão Carinho.

Ninguém gosta de ficar doente, a gente passa a depender de remédios, fica mal humorado, não consegue trabalhar direito, enfim, uma série de coisas chatas. E é por isso que todo forma de carinho é sempre bem vinda. Foi pensando nisto que uma turma resolveu criar um projeto que leva alguns animais adestrados para visitar os hospitais, levando toda alegria desses cãezinhos encantadores.

Um pouco de amor faz bem em todas as idades.

Você já deve ter ouvido falar do projeto Doutores da Alegria, que leva em sua essência os mesmos valores do Projeto Terapia Cão Carinho, com a diferença que os personagens principais não são os famosos palhaços, mas sim os queridos cães do projeto. O mais gratificante para quem recebe as visitas é encontrar nos olhos dos animais este amor incondicional e esta incapacidade de julgar.

Recuperando as energias no colo mais fofinho do hospital.

Quando descobrimos que alguma pessoa querida está enferma, nossa primeira reação é pensar em que podemos ajudar, às vezes nos preocupamos em ter as palavras certas, falar frases bonitas e motivacionais e acabamos ficando intimidados, deixando até de visitar a pessoa, apenas ligando ou mandando uma mensagem no celular. Se olharmos para a nobreza do gesto destes animais que visitam os hospitais, vamos enxergar que as coisas podem ser muito mais simples do que pensamos, e que o que a pessoa precisa é só de um abraço ou de um olhar carinhoso e amigo.

,

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>