A história de Beethoven

Deixe um comentário

Há quatro meses Beethoven não latia, mal comia e passava os dias sentado esperando José.

Mas quem é Beethoven? 

Não tinha nome antes de ser Beethoven. Era um desses cachorros que não tem lar e tem que se virar pelas ruas para comer. Até que um dia foi resgatado por uma ONG. Abandonado na favela e infestado de doenças, precisou de todos os cuidados possíveis. Agora, só faltava um lar.

José Santos Rosa quis ficar com o filhote, mas deixou na oficina pois iria ficar grande demais para sua casa. Sendo assim, o barulho de chaves quando o dono chegava, diariamente, era o sinal que Beethoven precisava para correr para o portão esperá-lo.

Beethoven, que superou o abandono, as doenças no corpo, ganhou um lar e foi amado durante anos. Beethoven, que não tinha nome antes de ser Beethoven, hoje é um desses cachorros que teve tudo o que um animal merece ter.

Até que um dia o barulho de chaves parou. José estava dirigindo quando sofreu um ataque cardíaco. Foi parar no hospital mas não sobreviveu, deixando família e cão desamparados.

                        A espera de seu dono que nunca mais voltará (Fonte: Folha de SP)                   

Há quatro meses Beethoven não latia, mal comia e passava os dias sentado esperando José.

Cada vez que o portão abria, corria para ver se era o Zé e logo voltava cabisbaixo. Apesar de ter passado por muitas coisas, nunca passou pela morte. Mas essa história ainda não acabou.

Preocupada, a vizinha Margareth resolveu fazer uma vaquinha para comprar ração. E depois resolveu criar uma página no Facebook para divulgar a história, que ficou famosa. Algumas notícias e reportagens depois, uma fila de pessoas queriam adotá-lo.

Pela segunda vez na vida Beethoven ganha um novo lar. Volta a brincar, pular e correr. Provavelmente nunca esquecerá Zé, mas aprendeu que é possível ser feliz de novo. Bethoven, esse cãozinho sortudo, teve duas chances. E não dispersou nenhuma.

 

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>