Doença de Lyme: perigosa para nós e para os nossos cães!

Deixe um comentário

Que os carrapatos podem significar grandes riscos para a saúde dos nossos cãezinhos não é nenhuma novidade, mas além da conhecida “doença do carrapato”, a doença de Lyme também deve ser motivo de preocupação para os tutores, inclusive porque, além de seus pets, eles também podem ser contaminados.

A doença de Lyme é uma infecção transmitida por carrapatos que ficam aderidos à pele do hospedeiro, de 36 a 48 horas no mínimo, seja ele humano ou cachorro, causando o acometimento de diversos órgãos, inclusive a pele, o sistema nervoso e as articulações.

Sintomas da doença de Lyme nos cães

Os sintomas mais comuns nos cães são: febre; vômitos; dor abdominal; sonolência exagerada; indisposição; perda de pesos e inflamação das articulações.

Sintomas da doença de Lyme em pessoas

Nos humanos, a doença pode causar o surgimento de lesões na pele; sintomas gripais, como febre, calafrios, fadiga, dores no corpo e de cabeça; dores nas articulações; inchaço e até problemas neurológicos, como meningite, paralisia temporária de um lado do rosto, dormência ou fraqueza dos membros.

Tratamento

Tanto no caso dos animais, quanto no nosso caso, a principal forma de tratamento da doença de Lyme é o uso de antibióticos, em doses definidas pelo médico.

A doença de Lyme é muito comum nos EUA e rara no Brasil, mesmo assim, pessoas em áreas de risco, onde há grandes infestações de carrapatos, devem se proteger.

O ideal é evitar shorts, camisetas e usar um bom produto que repele carrapatos. Se houver picada, retire o carrapato com uma pinça para evitar a contaminação. Já em relação ao seu cãozinho, procure se atentar ao comportamento dele e ao mínimo sinal de que algo está errado, leve-o a um veterinário de confiança.

Com estes cuidados, tanto você quanto seu cãozinho continuarão protegidos e saudáveis.

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>