Doenças em pênis de gato

7 Comentários

Doenças em pênis de gato

As doenças em pênis de gato não são incomuns e geram muita preocupação quando dão os primeiros sinais. Para oferecer todo o cuidado que o seu animal de estimação merece, é importante estar atento ao comportamento dele — assim será mais fácil identificar quando existe algo de errado acontecendo.

Conhecer os sintomas de algumas das principais patologias que afetam o  pênis de gato pode ajudar você a notar com mais facilidade qualquer sintoma que o animal apresente. Além disso, você saberá passar com mais exatidão ao veterinário os sinais que observou em seu companheiro.

Algumas doenças felinas podem apresentar os primeiros sinais na região do pênis, mas podem  ter origem em outras áreas do corpo. Destacamos que a visita ao especialista é de extrema importância para garantir a saúde e bem-estar do animal. Por isso, no momento em que perceber alguma alteração, busque a orientação do veterinário.

Evitar doenças no sistema reprodutor dos gatos

As doenças em pênis de gato podem ser congênitas ou adquiridas, sendo essa última opção a mais comum. Quando falamos em patologias no sistema reprodutor dos gatos, destacamos as doenças sexualmente transmissíveis, que trazem muitos prejuízos para a vida do animal, e por isso, devem ser  prevenidas com cuidados básicos.

Um deles é o planejamento da cruza, sempre tendo o cuidado de garantir que ambos os felinos estejam saudáveis. A castração do gato é outro cuidado que ajuda a garantir a saúde do seu companheiro.

Conheça algumas das principais doenças em pênis de gato

Hipoplasia: trata-se do subdesenvolvimento do pênis, que fica menor que o prepúcio. A urina se acumula nessa região com frequência, desencadeando infecções e irritações no revestimento prepucial.

Estenose prepucial: ocorre quando há uma anomalia na abertura prepucial que impede a saída da urina e exposição do pênis. Esse quadro pode causar infecção, assaduras e dor. O tratamento é cirúrgico.

Obstrução uretral em gatos: enquadra-se como uma doença do trato urinário inferior. Pode ser causada por diversos motivos, como estenoses, cálculos ou tumores, que dificultam a eliminação da urina. O inchaço do pênis é um dos sinais que aparecem acompanhados por dor. Ao notar esse problema é fundamental que você procure um veterinário.

Parafimose: esse problema não é muito comum em gatos, mas pode acontecer em felinos de pelo longo. Trata-se de uma dificuldade para retrair o pênis para a cavidade prepucial após uma ereção, deixando-o exposto. Dependendo do tempo, pode ficar inchado, dolorido e com má circulação. Há casos em que o órgão pode sofrer gangrena ou necrose.

Priapismo: trata-se de um ereção involuntária que acontece sem que o animal passe por nenhum estímulo sexual e pode durar até 4 horas. O pênis fica exposto e inchado, e deve ser analisado por um médico veterinário para que ele dê o diagnóstico e o tratamento.

Ainda tem dúvidas sobre doenças em pênis de gato?

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre esse assunto, ou você tenha outras relacionadas aos seus animais de estimação, pode perguntar ao Dr. Naturalis. É simples: você só precisa acessar a página Dr. Naturalis clicando aqui, cadastrar-se e deixar sua pergunta.

,

7 Comentários

  • libid gel disse:

    Adorei seu site. conteudo de qualidade obrigado por compartilhar.

  • Avides disse:

    Bem interessante os conteúdos do seu site/blog!!
    Vou seguir, tem em ajudado bastante…

  • Tatiane Sena disse:

    Percebi uma secreção esbranquiçada saindo do prepúcio do meu gato persa de 6 anos, olhei melhor e ao empurrar o prepúcio e expor o pênis vi q tinha mais, e estava ao redor do pênis, lembrando bastante secreção de candidíase. Limpei com solução fisiológica, e vou observar nós próximos dias se isso volta, estou preocupada, ele é castrado desde os 8 meses, come só ração urinary. O que pode ser isso?

    • Naturalis - Total Alimentos disse:

      Olá, Tatiane.

      Existem vários fatores que podem causar a produção dessa secreção, desde uma infecção, ou até mesmo ser o sintoma de alguma doença.
      Não é natural que isso ocorra, ainda mais se, além da secreção, ele estiver com dor. Pois isso, não hesite em levá-lo ao veterinário de confiança.
      Quanto mais rápido você levar seu companheiro para uma consulta ao notar algo diferente com ele, maior será a chance de evitar que a situação dele se agrave.

      Abraço.

  • libid gel disse:

    Quanto conteudo de qualidade encontrei aqui no site. Agradeço por compartilhar. Sucesso. abraço

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>