Intoxicação em cães: cuidado com os produtos químicos domésticos

2 Comentários

Além de lindos e alegres, nossos pets são naturalmente curiosos e acabam tendo contato e colocando na boca tudo o que veem pela frente. Por conta disso, é importante tomar cuidado com alguns vilões presentes em todas as casas: os produtos de limpeza, plantas e temperos.

Como evitar a intoxicação alimentar em pets?

Para evitar a intoxicação alimentar em pets, o primeiro passo é identificar ao seu redor todas as possíveis ameaças. Produtos químicos de limpeza são itens que devem sempre estar fora do alcance de seus peludos. Algumas plantas muito comuns em jardins como azaleia, bico-de-papagaio e copo-de-leite também podem oferecer perigo. Alimentos do nosso dia a dia, que podem parecer inofensivos aos animais, são capazes de fazer bastante mal também, alguns exemplos deles são: abacate, chocolate, cebola, alho e uvas.

Veja algumas dicas para proteger seu pet da melhor forma:

  • Prepare a casa para receber um animal de estimação certificando-se de que todos os produtos de limpeza e químicos sejam guardados em armários bem-trancados e longe dos focinhos curiosos;
  • Não deixe que seu pet brinque em áreas de armazenamento dessas substâncias, como quartinhos, lavanderias e depósitos de materiais;
  • Você também pode treinar seu cão estabelecendo limites na casa. Assim, ele não frequentará os ambientes que não deve;
  • Se tiver garagem em casa, deixe-a sempre limpa. Isso evita que seu cãozinho tenha contato com poças de gasolina, óleo de carro ou outras substâncias químicas extremamente tóxicas.

Caso seu cãozinho seja exposto a algum produto químico, além de não se deixar levar pelo desespero, é importante seguir as recomendações abaixo:

  • Se seu pet ingeriu algum produto tóxico, remova-o imediatamente das proximidades do veneno, porém, antes, você deve analisar a sua segurança pessoal. Alguns produtos exigem acessórios para serem manuseados, como luvas;
  • Se possível, identifique o produto e recolha uma amostra para análise do veterinário;
  • Não induza o vômito sem consultar seu veterinário e leve seu cão até ele o mais rápido possível.

Gostou das dicas? Com elas, você cuida ainda melhor da saúde do seu amigão e o ajuda a ficar ainda mais protegido.

Conheça nossos produtos

,

2 Comentários - Intoxicação em cães: cuidado com os produtos químicos domésticos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*