Mudança no comportamento dos gatos castrados

Deixe um comentário

Além de evitar a reprodução indesejada, a castração de gatos irá promover algumas mudanças de comportamento que acontecem em função da diminuição dos hormônios sexuais no corpo do animal. Muitas vezes, observamos que o gato castrado é menos bagunceiro e deixa de ter alguns problemas de comportamento comuns em animais não esterilizados. Entretanto, é importante ressaltar que nem toda conduta inadequada do gato está relacionada a questão sexual e, por isso, a castração não deve ser vista como uma forma de treinamento do felino.

A castração do gato irá fazer com que o macho deixe de produzir espermatozóides e as fêmeas o óvulo, mas além disso, também ocorrerá uma diminuição considerável dos hormônios sexuais. Boa parte dos comportamentos do gato que são considerados inadequados estão ligados aos hormônios testosterona, no caso dos gatos machos; e progesterona e estrogênio, nas fêmeas.

Estas substâncias fazem com que o gato saia para rua, se envolva em brigas com outros animais, tenham instinto de caça aguçado, demarquem território com urina, enfim, são estimuladas diversas condutas que só prejudicam o felino e nos causam dor de cabeça.

Se você já passou por um cio da gata sabe que não é fácil lidar, pois ela fica agitada, urina por todos os cantos da casa e todo cuidado é pouco para evitar que ela fuja de casa. De todas as mudanças de comportamentos que acontecem em gatos castrados, a não ocorrência do cio é um fator que beneficia muito sua felina. Após a esterilização, ela ficará mais estável, tranquila, sem tantos altos e baixos hormonais, o que contribuiu diretamente para seu bem-estar.

Castrar gato faz ele viver mais!

Para além da melhora na conduta que ocorre em gatos castrados, devemos destacar que esta pequena cirurgia pode aumentar a expectativa de vida do animal. Isso acontece pois, alguns comportamentos sexuais do felino podem colocá-lo em risco, como é o caso da agressividade que leva a brigas com outros gatos e as fugas para rua. Outro ponto importante que ajuda a prolongar a vida do seu companheiro castrado está ligado ao fato de algumas doenças serem evitadas, como:

  • Câncer no ovário das fêmeas;
  • Diminuição no risco de infecção e câncer no útero;
  • Gravidez psicológica;
  • Leucemia felina;
  • Imunodeficiência;
  • Câncer de mama;
  • Câncer nos testículos e próstata.

Conheça nossos produtos

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>