Quantidade de ração ideal para gatos

12 Comentários

Se você é daquelas mães de gato que não resistem àquela carinha pidona de quero mais, possivelmente a missão de dosar a quantidade de ração é sempre um desafio. Respeitar a porção recomendada é fundamental para evitar problemas nutricionais causados pelo excesso de alimento ou falta de nutrientes. A alimentação saudável também está relacionada à quantidade de comida que o animal come. Por isso, muita atenção a esse assunto.

A dosagem certa da quantidade de ração para gatos deve ser feita com base na idade e se o animal é castrado ou não. Esses fatores indicam necessidades nutricionais diferentes e referem-se não apenas ao valor energético da ração como também às vitaminas contidas nela que são fundamentais para a saúde do felino. Assim, além de dosar corretamente a ração, cuide para escolher uma que seja adequada ao animal. Naturalis possui uma linha completa para atender ao seu felino.

Como saber a qual quantidade de ração ideal para gatos?

Após escolher a melhor ração para gato, você deve considerar o peso, a idade e o nível de atividade física do animal. Uma forma rápida e fácil de ter a quantidade de ração ideal para seu felino é usando uma ferramenta que criamos especialmente para você!

Basta informar seus dados e diremos a quantidade de Naturalis que seu gatinho pode comer:

http://www.naturalistotalalimentos.com.br/quantidade-ideal/

Lembramos que a quantidade indicada pela calculadora refere-se a uma porção diária, ou seja, se o seu gatinho come três vezes durante o dia, você deve dividir a quantia diária recomendada em três porções.

Em geral, recomenda-se que gatos filhotes de um a seis meses comam quatro vezes por dia. Após os seis meses e até os nove, indicam-se três refeições diárias. E, quando completam um ano de vida, podem comer uma ou duas vezes por dia.

Problemas causados pela quantidade de ração errada

Dar uma quantidade de ração maior do que a necessária para suprir as necessidades diárias do animal pode levar ao sobrepeso e, posteriormente, à obesidade animal. Esse problema de saúde diminui a expectativa de vida de cães e gatos e ainda é responsável por uma série de doenças.

Já a porção de ração menor do que a necessidade do pet pode causar deficiência de vitaminas, nutrientes e sais minerais fundamentais para um desenvolvimento saudável e vitalidade dos animais. A longo prazo, pode-se chegar à desnutrição e a baixa imunidade abrirá espaço para doenças graves que podem ser fatais.

,

12 Comentários

Deixe uma resposta para Pina Vito Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>