Tipos de proteínas e a suplementação

Deixe um comentário
Tag:

Proteína de arroz

É uma proteína isolada e hipoalergênica, indicada para vegetarianos, celíacos, intolerantes à lactose e para quem possuem alergia à proteína do leite. Indicada para aumentar a massa muscular, possui altas quantidades de metionina e contém de 6% a 8% de leucina, aminoácido que age na regeneração das fibras musculares.
Os benefícios estão tanto na sua composição de aminoácidos quanto no fato dela não conter glúten ou lactose. Aqueles que, mesmo não sendo vegetarianos e não podem consumir o whey pela presença de lactose e glúten, podem fazer a substituição desse suplemento pela proteína integral do arroz.

Proteína de ervilha

Proteína isolada e hipoalergênica, indicada para vegetarianos, veganos e para quem possui intolerância à lactose, à proteína do leite ou doença celíaca. Esta proteína é ideal para quem deseja aumentar a massa muscular, por ser excelente fonte de ferro, zinco, arginina e BCAA, além de ter alta quantidade de lisina.
É uma boa opção para pessoas que praticam exercícios físicos e apresentam hipertensão arterial. A arginina encontrada na proteína isolada da ervilha é um excelente agente vasodilatador e, com isso, acaba reduzindo a pressão arterial. Também por causa disso, indiretamente, esse suplemento ajuda na prevenção de doenças renais, que podem se desenvolver decorrentes da hipertensão.

Proteína da carne (Beef Protein)

Proteína isolada, também indicada para quem tem intolerância à lactose, alergia à proteína do leite ou doença celíaca. Ótima opção para melhor desempenho e recuperação muscular. Possui todos os benefícios da carne vermelha, sem grande quantidade de gordura e, em alguns casos, zero de gordura e baixos teores de sódio e colesterol. Otimiza o ganho de massa muscular e a perda de massa magra, contém naturalmente creatina em sua composição. A quantidade de aminoácidos é superior à proteína do soro do leite (whey).

Proteína de colágeno

O colágeno é uma proteína essencial produzida em grandes quantidades pelo organismo, indispensável para a elasticidade do tecido e regeneração. O colágeno está presente na composição do osso, pele, ligamentos, cartilagem e tendões. É fonte de peptídeos bioativos, ácido ortossilício biodisponível e vitaminas A, C e E.

Tem ação rejuvenescedora da pele, de dentro pra fora; melhora a hidratação cutânea; diminui a formação de rugas, flacidez e linhas de expressão; auxilia na proteção dos ossos e articulações.

Proteína do soro do leite

A proteína do soro do leite – ou whey protein – é um dos suplementos mais consumidos por praticantes de atividades físicas, com objetivo de aumentar a massa muscular, recuperação muscular e diminuir índice de lesões. Não é indicada para vegetarianos, veganos ou que apresentam a doença celíaca. As proteínas do soro de leite são altamente digeríveis e rapidamente absorvidas pelo organismo. Apresentam excelentes quantidades de aminoácidos essenciais e elevadas concentrações dos aminoácidos: triptofano, cisteína, leucina, isoleucina e lisina.
As proteínas do soro do leite podem estar nas seguintes formas:

• Concentrada
A forma concentrada contém em torno de 29% a 89% de proteína. Normalmente é obtida por processo de ultrafiltração; ou seja, um filtro que permite a passagem das moléculas menores, como lactose, gordura e resíduos, e concentra as maiores.

• Isolada
É a forma mais pura da proteína do soro do leite, constituída em 90% ou mais por proteína pura.

Pode ser obtida através de 2 processos: microfiltração ou pela troca iônica (processo considerado o mais eficiente, atingindo 100% de pureza). Contém pouca ou nenhuma gordura ou lactose.

• Hidrolisada
As proteínas do soro do leite hidrolisadas estão na forma de dipeptídeo e tripeptídeo, o que proporciona uma velocidade máxima de absorção.

Tanto a proteína concentrada quanto a isolada podem ser hidrolisadas. Este é a forma mais filtrada e altamente processada. É facilmente digerida e tem potencial reduzido para reações alérgicas.

• Proteínas isolada e hidrolisada
Existem produtos que possuem as duas propriedades. É a proteína pura ou quase pura que temos na proteína isolada tradicional com a absorção rápida e completa da proteína hidrolisada. Absorção de quase 100% de uma proteína de alta qualidade.

A escolha do tipo de proteína, quando e como usar vai depender da alimentação, do objetivo e da fase de treinamento da pessoa. E deve ser prescrito pelo nutricionista.

Nutricionista: Dra. Mariana Omati Duarte
Formada em Nutrição pela PUC – Campinas,  pós-graduada em Nutrição Clínica
Funcional, especialista em Personal Diet pela NTR Cursos e Membro do Slow
Food. Atua na área de nutrição clínica, com atendimento em consultório há 8 anos.
Participação em cursos e congressos, em temas como: nutrição e estética
(rugas, celulite, acnes, cabelos e unhas), síndrome metabólica (obesidade,
hipertensão, diabetes, aumento do colesterol e triglicerídeos), nutrição
esportiva, alergias alimentares, gastronomia funcional e nutrição ayurveda.

E uma última dica: para ter ainda mais saúde e alegria no seu dia a dia, que tal fazer uma caminhada com seu cão ou até mesmo com seu gato? Assim vocês praticam exercícios juntos e estreitam ainda mais o laço de amor que construíram.

Quer receber ainda mais informações sobre vida saudável? Baixe o aplicativo Naturalis Health Club e receba uma série de informações, lembretes, dicas essenciais para a saúde e ainda concorra a diversos benefícios para você e seu pet.  Aproveite todas as vantagens de ter uma vida mais saudável e feliz ao lado de quem você ama.

Baixe o Naturalis Health Club!


Naturalis é um alimento 100% natural, sem corantes ou conservantes artificiais, enriquecido com ingredientes selecionados e ideais para seu cão ou gato de qualquer idade. Além disso, Naturalis  tem um sabor que os peludinhos adoram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>