Cachorro com fraqueza nas patas traseiras

Deixe um comentário

Naturalis Total Alimentos | BlogSeu cão corre prá lá, corre pra cá, brinca sem parar, até parece que ele nunca se cansa, né? Mas aí chega um momento em que você observa que ele está mais quieto, já não corre tanto, fica muito deitado. Se, ao chamá-lo, você percebe que o cachorro está com fraqueza nas pernas traseiras, então esse conteúdo irá ajudar você. Observe seu animal. Se ele fez muito esforço no passeio é normal a mudança de comportamento. Nessa situação, pode ser apenas um cansaço, afinal eles não são de ferro. Mas caso ele não demonstre melhora e o quadro de fraqueza nas patas traseiras persista, é importante buscar a ajuda de um veterinário. Apenas um profissional poderá fazer o diagnóstico correto. Para ajudar você a entender melhor quais as possíveis causas desse problema, vamos responder as perguntas mais comuns dos tutores quando se deparam com esse sintoma.

O que causa fraqueza nas patas traseiras dos cães

Quando os cães apresentam fraqueza nas patas traseiras ou paralisia dos membros traseiros, as razões podem ser:

  • Problemas em articulações ou ossos, que dificultam a movimentação. Seu companheiro perde a força nas pernas ficando a maior parte do tempo deitado.
  • Problema no sistema nervoso do cão: o cérebro não manda sinais para os membros e isso faz com que seu amigo não consiga mais de movimentar. As causas para esse problema são diversas, porém é comum que se resulte da evolução de um quadro de esclerose, que afeta as células responsáveis por fazer o controle dos movimentos do corpo.
  • Traumas medulares: podem causar a perda de movimento das pernas. Esse trauma pode acontecer como consequência de uma queda ou uma batida brusca.

Cachorro com botulismo

O botulismo em cães é uma das causas mais comuns para o sintoma de fraqueza nas pernas traseiras. Trata-se de uma intoxicação alimentar causada pela toxina Clostridrium botulinum, que provoca uma lesão no sistema nervoso. Cão com botulismonão é algo comum. O diagnóstico desse problema costuma ser complicado, muitas vezes pela dificuldade que os tutores têm de relatar o que aconteceu com o animal. Por isso é sempre importante acompanhar de perto seu animal de estimação.

Veja como a intoxicação alimentar pode ocorrer

O cachorro pode apresentar sintomas de botulismo após ingerir:

  • Carne crua.
  • Osso contaminado.
  • Carcaça de animais mortos.
  • Água em contato com o lixo.
  • Restos de lixo.
  • Terra contaminada.

Sintomas do botulismo em cães

Quando o cão entra em contato com a bactéria, o estômago e o intestino absorvem a toxina, que acaba sendo distribuída pela corrente sanguínea, chegando a atingir parte do sistema nervoso. Dessa forma, a bactéria impede a transmissão de impulsos nervosos para o músculo. O cachorro com botulismo apresenta sintomas como patas moles, sem movimento algum. A paralisia começa nas patas dianteiras, mas logo avança para as patas traseiras. Há casos em que a toxina avança até o sistema respiratório e cardíaco do animal. Por isso, logo que notar o primeiro sintoma, procure um veterinário.

Como diagnosticar o botulismo

O diagnóstico deve ser feito por um profissional. O veterinário irá realizar um exame completo, com testes neurológicos, exames de sangue, urina e um raio-x completo. Como já foi dito, diagnosticar o botulismo não é fácil, o problema é facilmente confundido com outras enfermidades: raiva, doença do carrapato, dentre outras doenças que afetam  parte motora do animal.

Como prevenir o botulismo canino

Passeie com seu amigo, mas evite lugares com acúmulo de lixo, poças-d'água ou onde se encontram animais em processo de decomposição. O tratamento começa a ser feito por meio de terapia respiratória e cuidados clínicos. Em casos mais graves, o animal precisa ser internado até receber o diagnóstico. Em seguida, vem a fisioterapia veterinária, que é aliada na recuperação do cachorro com botulismo. A atividade combate a atrofia com fortalecimento muscular, melhorando a flexibilidade e a qualidade de vida. O uso da esteira aquática é comum no tratamento do botulismo canino. O animal precisa recuperar massa muscular, primeiro passo para restabelecer os condicionamentos físico e psicológico.

Cuidados com a alimentação do cachorro

Eles são parte da nossa família, por isso saiba que temos a missão de sempre oferecer a eles condições para se desenvolverem com saúde. A base de uma vida saudável é a alimentação, por isso a escolha da melhor ração natural para seu amigo deve ser prioridade. Busque sempre por uma ração balanceada e enriquecida com vitaminas. Naturalis oferece mais saúde para seu cão por ser uma ração livre de corantes e conservantes artificiais. Trata-se de um alimento com formulação 100% natural, com todos os nutrientes importantes para a vida do seu cão. Naturalis oferece mais qualidade para a seu companheiro, que contará com uma ração de alta digestibilidade. Você pode encontrar opções para seu cão de pequeno, médio ou grande porte. Além do porte, é preciso observar a idade do animal. Caso o cão seja filhote, ele precisa de uma alimentação que supra suas necessidades específicas para ter um crescimento saudável. Para esses pequenos, a melhor ração é Naturalis Cães Filhotes Frango, Peru & Frutas. Se ele tiver mais de um ano, já deve oferecer Ração Naturalis para Cães Adultos, que pode ser encontrada em diferentes sabores. Raças Pequenas:

Raças Médias e Grandes:

Confira nossa linha completa e escolha a melhor ração para seu cão:

Naturalis Total Alimentos | Blog Naturalis Total Alimentos | Blog Naturalis Total Alimentos | Blog Naturalis Total Alimentos | Blog

Naturalis Total Alimentos | Blog Naturalis Total Alimentos | Blog Naturalis Total Alimentos | Blog

Conheça nossos produtos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*