Cachorro pode ouvir música?

Deixe um comentário

Cachorro pode ouvir musica

Ouvir música para os humanos representa um comportamento muito comum. Porém, além do lazer, a música já mostrou ter efeitos fisiológicos nos humanos. Áreas como a musicoterapia, estudam os efeitos da música para promover mudanças positivas físicas, mentais, sociais e cognitivas em nós. Mas será que nos pets os efeitos da música são os mesmos? Muitos tutores tem essa curiosidade, nesse texto trouxemos uma revisão breve das principais descobertas na área.

A terapia musical foi realizada em cães e gatos em um estudo na Universidade do Canadá e teve um efeito anestésico e analgésico, deixando os animais mais calmos e dóceis do que os animais que não foram submetidos ao tratamento.

Em outros estudos, animais que passaram por algum procedimento cirúrgico também obtiveram benefícios, diminuindo a frequência cardíaca e respiratória do animal ao ouvir música. Já em caninos epiléticos, o uso da música gerou liberação de endorfina no cérebro, levando ao relaxamento dos mesmos.

A musicoterapia já demostrou em geral os efeitos: Anti-neurótico; Anti-distônico (relaxante); Anti-estresse; Sonífero e tranquilizante; Regulador psicossomático; Analgésico e/ou anestésico; Equilibrador do sistema cárdio-circulatório; Equilibrador do metabolismo profundo.

Em estudo da Universidade de Glasgow (UK), diferentes gêneros se mostraram eficazes para a redução do stress dos cães, porém a taxa de habituação deles a um mesmo gênero era rápida (5 dias), não surtindo mais efeito a partir de então. Eles sugerem que o aumento da variedade de gêneros reduza o efeito da habituação, aumentando o tempo de seu efeito relaxante.

Diferentemente dos olhos ou da boca, os ouvidos não possuem uma proteção natural que possa fechar para se proteger de estímulos indesejáveis. É importante ressaltar que o ouvido humano tolera no máximo, 80 dB sem gerar desconforto e a partir de 65 dB, o organismo está sujeito a um estresse gradativo.  Para os cães esse problema é agravado devido a sua audição mais sensível que a humana, e mesmo que possuam a capacidade de movimentar as orelhas, não é possível cobri-las a ponto de abafar o som, portanto a música deve ser sempre colocada com baixo volume.

Se esse texto sanou suas curiosidades nesse tema, porque não enviar para um amigo que também se interessaria?! Clique abaixo e compartilhe no Facebook.

Conheça nossos produtos

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*