Férias de verão com seu pet: 5 formas de proteger seu cão do calor intenso.

Deixe um comentário

Férias de verão com seu pet: 5 formas de proteger seu cão do calor intenso.

Chegaram as férias e está planejando curtir com seu amigo? Seja em casa ou viajando, ele vai amar esse momento juntos! Separamos alguns passos para você proteger seu cão no verão e evitar problemas de saúde nessa estação e em todos os dias de calor.

O calor pode ser um inimigo dos nossos cães. Esses seres cheios de pelos têm tendência a hipertermia em dias quentes, que pode ser repentina e fatal para eles. Por isso, estejamos muito atentos!

  1. Antes de curtir as férias de verão, que tal tosar seu pet? Manter os pelos curtos ajuda na troca de calor do corpo do animal com o ambiente, além de facilitar a higiene. Considere essa opção, ainda mais se seu amigo tiver a pelagem comprida. Muitas vezes, os pelos longos são muito mais para agradar esteticamente o tutor do que para proteção do animal em si;
  2. A viagem de carro é um dos piores momentos para os cães durante o verão. Isso porque o trânsito pode ser um agravante para o aumento da sua temperatura corporal. Durante todo o trajeto, mantenha-o com bastante ventilação, pelas janelas ou ar-condicionado. Esteja bem atento aos sinais do cão durante a viagem; ele não fala, mas se expressa com posturas e sintomas. Faça paradas a cada 1 hora e, sempre que possível, forneça água fresca. O vômito e a diarreia podem parecer sintomas de náusea, porém, também são indicativos de hipertermia;
  3. Você tem sapatos? E seu cãozinho? Pode parecer frescura, mas não é. As patas dos cães são próprias para andar na grama, mas o asfalto quente pode queimá-las. Use sapatinhos próprios para cachorro nas caminhadas e atividades ao ar livre na cidade;
  4. Por estarem sempre próximos ao chão, os cães sentem muito mais o calor do asfalto, principalmente na parte ventral (barriga e peitoral). Esteja atento aos horários e evite sair com seu pet sob o sol do meio dia e duas horas antes e depois deste horário, para evitar essa superexposição. Se a cama dele for do lado de fora de casa, ou em algum lugar que pegue sol, procure uma cama elevada ou coloque um tapetinho refrescante embaixo dele;
  5. Essa dica é simples, mas pode ser a mais importante: hidrate seu pet! A forma mais fácil de evitar a desidratação e a insolação é fornecendo água fresca. Se tiver a possibilidade, dê água gelada ou coloque pedras de gelos no bebedouro para mantê-la sempre refrescante;
  6. Que tal um bom banho? Como nós, os cães adoram a água para se refrescar. Então, use a criatividade: dê banhos do lado de fora, molhe-o com mangueira e, se possível, forneça uma piscininha de plástico para ele; você também pode entrar e se divertir junto!

Apesar do tom descontraído desse texto, a hipertermia tem alta frequência em cães nessa época do ano e esse aumento de temperatura pode ser irreversível para nossos companheiros. Muitos desejariam ter lido e sabido disso antes. Compartilhe essas informações com outros tutores, e se vir algum cachorro de rua nesse verão, dê uma força: ofereça abrigo na sombra e água fresca a ele!

Conheça nossos produtos

, ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*