Quais os principais motivos para o cachorro latir muito?

Deixe um comentário

Assim como os humanos, os cães também se comunicam, utilizando-se de expressões corporais, faciais e vocalizações. Diferentemente de seus parentes, os lobos, no entanto, os cães domésticos tem grande parte da sua vocalização relacionada aos latidos, enquanto em seus ancestrais o latido representa apenas 3% de sua emissão sonora. Mas porque os cachorros latem? O que faz eles latirem mais ou menos? Nessa leitura rápida, daremos um panorama sobre o assunto.

Quais os principais motivos para o cachorro latir muito?

De acordo com especialistas em comportamento animal, a aprendizagem dos cachorros é análoga a dos bebês: eles aprendem a se comunicar imitando e interagindo com os tutores humanos. Com a domesticação dos cães, eles foram cada vez mais aprendendo a se comunicar com seu dono, entender suas reações e respostas e ao passar dos anos, essa comunicação foi ficando ainda mais apurada.

Hoje, acredita-se que existam três principais classes de latidos: de alerta, de atenção e o de brincadeira. Dentro dessas classes, os cachorros desenvolvem níveis de refinamento como o volume, altura, duração e frequência do latido que tornam a comunicação ainda mais específica e com mais nuances.

Como nós evoluímos vários anos em conjunto com nossos pets, conseguimos entender grande parte dessa comunicação naturalmente. Num passeio, sabemos quando nosso cachorro começa a latir porque estranhou alguém, ou num contexto de brincadeira sabemos que ele late para interagir com quem a promove.

Está no DNA dos cachorros todas essas pressões evolutivas, de forma que cada vez mais essa habilidade seja passada a diante para as próximas gerações. As raças, portanto, diferem entre si nessa vocalização, justamente por terem sofrido diferentes seleções artificiais. Cachorros pequenos que latiam, por exemplo, eram mais escolhidos do que os não o faziam, para liderarem os rebanhos ou para sinalizarem que acharam uma presa.

Algumas raças como Yorkshire, Rotweiller, Schnauzer e Pug, são raças que normalmente latem, por exemplo. No entanto o ambiente e a criação podem ou não reforçar esse comportamento. Frequentemente adestradores são chamados para lidar com esse problema e eles obtém ótimos resultados diminuindo os latidos somente com adestramento e mudanças na rotina e hábitos do animal.

Conheça nossos produtos

,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*